Gmail postmaster tools – o Google e a entregabilidade

16/07/15

gmail_postmaster_tools

Recentemente, o Product Manager e responsável pelos filtros anti-spam do Gmail, Sri Harsha, anunciou no blog do Gmail o lançamento do Gmail Postmaster Tools.

Segundo Sri, menos de 0,1% dos e-mails que chegam até o inbox são realmente mensagens spam, enquanto a porcentagem de mensagens desejadas que alcançam a pasta de spam é menor ainda, ficando em torno de 0,05%. Ainda assim, esse recurso disponibilizado pelo Gmail  ajudará muito os remetentes de altos volumes a analisarem seus dados e otimizarem seus fluxos para entregarem as mensagens desejadas no inbox.

Mesmo os filtros anti-spam do Gmail sendo bastante eficientes, as informações que o Gmail fornecerá permitirão novos tipos de análises por parte dos remetentes, tornando as informações extraídas mais consistentes do que apenas a página de Diretrizes para remetentes em massa, que, embora siga todas boas práticas de envio, não permite insumos e feedbacks de dados para posteriores correções e melhores entregas.

Com fonte de dados proveniente diretamente do Gmail, será possível identificar uma série dashboards, com as seguintes informações:

// Volume de usuários que marcaram spam versus mensagens no inbox (informação disponível somente para remetentes autenticados com DKIM)

// Reputação diária de domínio (classificado em “bad”, “low”, “medium” e “high”) e reputação de IP classificada entre 0% a 100%;

// Feedback loop (para aqueles remetentes com o recurso implementado) mostrando o volume de reports spam por dia;

// Autenticações: apresentando o tráfego de e-mails que passaram por cada uma das autenticações SPF, DKIM e DMARC;

// Erros de entrega: mostrando o tráfego de e-mails rejeitados em relação ao tráfego de envios autenticados.

Para ter acesso a todos estes dados do remetente, basta acessar a página de postmaster do Gmailseguir o passo a passo para cadastrar o domínio de envio e, posteriormente, provar ser o proprietário do domínio. Essa prova é feita incluindo um arquivo TXT nas configurações de DNS do remetente. Depois disso, é só aproveitar para analisar os dados e fazer análises mais apuradas sobre o processo de entregabilidade neste provedor.