Pensando em fazer CRO? Temos 3 dicas para escolha de tecnologia

 Pensando em fazer CRO? Temos 3 dicas para escolha de tecnologia

Otimização deve ser um projeto constante e contínuo. Entre outras coisas, otimizar um website ajuda as empresas a aprenderem mais sobre seus visitantes para, em seguida, dar a cada perfil de público a experiência mais direta e precisa para converter um usuário em comprador. Isso são dados, isso é ciência. Além disso, observando que o mundo inteiro parece estar conectado a dispositivos móveis e a aplicativos, é indispensável considerar também esses canais num projeto de CRO – Conversion Rate Optimization.
Vamos entender três fatores básicos a considerar antes de escolher tecnologias e parceiros para seu projeto de otimização:

Testes A/B e multivariados

Ao executar testes A/B e/ou multivariados – as duas formas mais populares de testes de otimização – as empresas podem obter resultados com base em dados que revelam padrões valiosos no comportamento dos clientes. Com isso, pode-se tomar melhores decisões sobre qual conteúdo mostrar a quais usuários, em que momento e em qual caminho.
Na prática, para executar um teste, as empresas têm de criar diferentes versões de um site, seção e ambiente online para cada um dos seus segmentos. Os elementos cambiáveis são as características gerais que definem um website: imagens, call-to-action, esquemas de cores e outros. Variantes são as mudanças que as empresas fazem a estes elementos como cor, conteúdo, e até mesmo a inclusão de um todo.
A solução de tecnologia que a sua empresa escolher deve fornecer esse tipo de funcionalidades para testes eficientes. Também é importante pensar que essa tecnologia deve ser acompanhada de serviços de especialistas, executados por um parceiro estratégico.

Pensando mobile

Quando se trata mobile, só porque a versão desktop de um site ou aplicativo oferece x, y, e z de experiências, isso não significa que a versão móvel tenha de entregar o mesmo, de forma compatível. Existem diferenças naturais entre desktop e dispositivos móveis que empresas e desenvolvedores devem simplesmente aceitar. A tecnologia escolhida deve fornecer uma interface de usuário para todos os dispositivos. Também precisa proporcionar igualdade de testes e funcionalidade de personalização.

Analisando resultados

Ao analisar um projeto de CRO com base em testes, há duas principais métricas básicas a se pensar: pré-teste e pós-teste. No pré-teste a necessidade é entender quem são os visitantes do seu site quais são as preferências que eles têm. O mais importante é compreender os segmentos com menor desempenho. Ali você deverá atuar com mais consistência em user experience.
Já o pós-teste proporciona um processo automatizado para encontrar visitantes de micro-segmentos e o conteúdo que eles preferem. Assim haverá a oportunidade de orientá-los com experiências relevantes on-site. A ferramenta de tecnologia que você usa deve mostrar que experiências produziram mais engajamento, conversões e receita. Ela precisa também agregar os dados dos clientes para ajudar você a organizar seus clientes em segmentos / perfis, que ajudarão a localizar oportunidades rentáveis e apontar hipóteses com base em informações.
E então, preparado para ter um site diferente para cada cliente?

douglasgarcia96

Deixe uma resposta

Se inscreva para receber nossas novidades.
%d blogueiros gostam disto: