Mobile Marketing: 5 tendências para 2016

 Mobile Marketing: 5 tendências para 2016

Em 2015 assistimos o mobile explodir. Ponto para as empresas que já exploram a publicidade móvel em seu pleno potencial. No ano passado, o uso de dispositivos móveis finalmente ultrapassou o uso do PC e a otimização focada em mobile tornou-se crucial para a publicidade on-line. Lembram do mobilegedon?
Para 2016, as previsões apontam para mais mudanças no cenário da indústria, que tem o crescimento mais rápido nos mercados emergentes, que é o caso do Brasil, apesar da crise econômica. A queda nos preços dos aparelhos e a introdução de modelos mais baratos trará mais de um bilhão de assinantes nos próximos quatro anos, abrindo inúmeras oportunidades. Portanto, com os desafios dos países emergentes, é fundamental ter em mente as tendências móveis específicas para essas economias.
Aqui estão cinco tendências em mobile para mercados emergentes para observar neste ano.

1. O crescimento do budget mobile

Nos últimos anos, os dados com origem móvel têm crescido significativamente. Segundo relatórios, no ano passado houve um aumento de 77% no tráfego de dados móveis devido aos mercados emergentes. Europa Oriental e Sudeste da Ásia têm impulsionado esse crescimento, devido à introdução de aparelhos 3G a preços acessíveis.
O uso constante de smartphones oferece a oportunidade única de atingir o público em qualquer lugar e em qualquer momento. Com modelos baratos no mercado, os dispositivos móveis são, muitas vezes, o primeiro meio de acesso à internet.  De acordo com dados da Clickky, houve um crescimento de 15% nos orçamentos de publicidade móvel em 2015. Todos os dias, centenas de novos aplicativos são lançados no mercado, tornando-se muito mais difícil ter sucesso. E isso é quase impossível sem anúncios bem colocados ou uma boa estratégia de push notification marketing. Assim, em 2016, mire seu budget para o mobile marketing, uma maneira certeira de atingir o público de classe emergente.

2. A mudança para mais formas progressivas de publicidade

Embora o conceito de publicidade nativa seja notícia velha para economias maduras, os mercados emergentes estão apenas começando a adotá-lo. Em 2016, os formatos mais progressivos serão utilizadas de forma mais ampla nos mercados emergentes. Isso inclui não apenas a adoção tardia de formas nativas, mas também o vídeo móvel e uma ampla variedade de formatos de anúncios in-app. Isto levará a uma maior exploração de inúmeras oportunidades de publicidade móvel em 2016.

3. Mais personalização em campanhas publicitárias

Há muito falamos sobre isso no blog da Pmweb. Mas agora, a personalização na publicidade é uma das principais previsões de tendências em 2016. Com o desenvolvimento constante de tecnologia de segmentação um para um, atingir o público certo é muito mais fácil. O resultado: os dados têm de se tornar mais orientados a comportamentos e os profissionais de marketing devem direcionar os usuários ao ponto de engajamento. Atingir o público certo, no momento certo, com a mensagem certa é mais importante do que nunca.
photo-1422246478030-ac94dfdc1dae

4. Quantidade versus qualidade: o engajamento vai ser mais importante que downloads de apps

Quando se trata de engajamento e retenção, os mercados emergentes ficam um pouco atrás. De acordo com dados da Clickky, mais de 80% das campanhas executadas em mercados emergentes estão focadas em cliques e há menos atenção às métricas de engajamento. Com a penetração generalizada do mobile, isso finalmente deve mudar.
Manter um cliente tornou-se muito mais barato do que adquirir um novo, algo de que falamos há muito tempo neste blog. Um aplicativo em média perde cerca de 77% de seus usuários móveis diários nos primeiros três dias de seu lançamento.  Assim, alcançar usuários do aplicativo, em muitos casos, tornou-se a única opção para os desenvolvedores de aplicativos. Veja nosso artigo sobre push notification marketing e comece já a estratégia de retenção.

5. Melhorias nas buscas mobile

Com a introdução da indexação de apps pelo Google, as marcas que possuem aplicativos logo vão perceber as vantagens dessa visibilidade online. Além disso, os profissionais de marketing vão prestar mais atenção em deep links, o que ajuda a melhorar a navegabilidade do app, a experiência do usuário e influir na pesquisa contextual. No final, isso pode levar à completa dominância de aplicativo móvel sobre web móvel. Embora ainda haja um longo caminho a percorrer, o primeiro passo neste sentido será feito em 2016.

Fontes:
Oracle Modern Marketing Blog
Mobile Marketing Watch

          
			
         		

douglasgarcia96

Deixe uma resposta

Se inscreva para receber nossas novidades.
%d blogueiros gostam disto: