A evolução do e-commerce no Brasil nos últimos 10 anos

18/07/19

Nos últimos anos, o e-commerce tem crescido no Brasil devido a fatores como maior acesso à internet e disseminação dos dispositivos móveis inteligentes. Participamos da 10ª edição do Fórum do E-commerce Brasil em São Paulo e levamos alguns dados  para contar um pouco da evolução cronológica do e-commerce no Brasil nos últimos 10 anos.

2010 – Boom das compras coletivas leva o consumidor a comprar online pela primeira vez.

Quem não se lembra de quando as compras coletivas começaram, não é mesmo? Foi uma invasão de sites de compras coletivas entre 2010 e 2011, o que elevou a barra para a concorrência na época, e só sobreviveram aqueles que se destacaram.

2011 – Somente 2% usam as redes sociais como motivadores de compras.

As redes sociais ainda estavam ganhando audiência naquela época. O Facebook por exemplo, tinha 845 milhões de usuários em 2011, hoje tem 2,3 bilhões.

2012 – Consolidação da entrega expressa e surgimento do “same day” delivery.

As companhias começaram a entender a necessidade de muitos consumidores de terem em mãos seus produtos em um curto prazo de entrega.

2013 – Explosão da Black Friday: crescimento de 217% no e-commerce.

Ainda com apenas 3 anos, a Black Friday já demonstrava grande potencial de crescimento no e-commerce brasileiro.

2014 – 20% das compras online de brasileiros foram em outros países, sendo 50% da China.

Com e-commerces muito mais sólidos e preços bastante atrativos, a China e outros países ainda atraíam muitas das compras online feitas pelos brasileiros.

2015 – Mudança nas regras do ICMS prejudicam o setor e gera mobilização nacional.

Mudanças nas relações de consumo muitas vezes são acompanhadas de modificações nas leis de tributação do país, foi o caso da Emenda Constitucional 87/2015 que promoveu mudanças no recolhimento do ICMS estadual e interestadual.

2016 – Pela primeira vez na história do e-commerce no Brasil, uma queda de (1,8%) na venda.

Ano que precedeu a crise econômica de 2015, em 2016 o e-commerce apresentou queda de 1,8% no número de vendas. Apesar do número negativo no montante dos pedidos, em valores totais o setor apresentou crescimento de 7,4% em comparação ao ano anterior.

2017 – Consolidação das vendas via market place no Brasil com alta de 22%.

Fortes players do marketplace brasileiro como B2W e a consolidação da Amazon no Brasil, fazem com que a modalidade crescesse de forma sólida.

2018 – Mais de 30% visitam as lojas físicas em alguma etapa da jornada de compra online.

O consumidor omnichannel já não tem mais uma jornada de compra linear como antigamente, agora ele permeia entre o mundo online e as lojas físicas até a sua tomada de decisão.

2019 – E-commerce atinge R$ 80 bilhões no Brasil, com expectativa de 265 milhões de pedidos.

Com previsão de crescimento na casa dos 16%, a expectativa para o ano é bastante positiva.

Para ficar de olho no que vai rolar daqui para frente assine nossa newsletter!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.