E-Commerce em 2022: Tendências Futuras

 E-Commerce em 2022: Tendências Futuras

Escrito por Anatolii Riabyi, Logaster

O campo do comércio eletrônico abrange todas as transações comerciais e financeiras realizadas via Internet. Desde que o número de usuários da Internet alcançou vários bilhões, a demanda por compras online cresceu de forma constante.

O gatilho, no entanto, foi uma pandemia: quando o mundo estava “trancado”, o e-Commerce se tornou a salvação para empresas e consumidores. O crescimento continua: as projeções são de que a receita com transações online chegue a US$ 6,5 trilhões até 2023, mas à medida que os lucros crescem, a concorrência também aumenta. Considere as tendências a serem observadas em 2022 para atrair novos clientes e garantir o crescimento financeiro.

Compras por celular

O número de compras realizadas por meio de dispositivos móveis poderá ultrapassar 70% do total de transações online até o final de 2021. Vale lembrar que há 5 anos a participação era pouco superior a 50%. Este não é o limite: assim que os representantes da Geração Z se tornarem clientes de pleno direito, a participação aumentará significativamente.

Fonte: statista.com

Então vale a pena investir para se preparar para isso. Não basta simplesmente adaptar o site de uma loja online para dispositivos móveis – essa prática está desatualizada há vários anos. É preciso alcançar a chamada experiência de compra perfeita.

Por exemplo: no caminho de casa do trabalho, o cliente navega e pesquisa pelos produtos com seu celular. Então, ele chega em casa, abre seu laptop e compra os produtos escolhidos com apenas alguns cliques, sem fazer outras pesquisas.

Este exemplo é um objetivo digno. O que você precisa fazer:

  • Verifique o quão rápido e correto o site carrega em dispositivos móveis com tamanhos de telas diferentes;
  • Torne os processos de escolha e compra o mais simples e direto possível;
  • Garanta que os usuários de celulares não tenham limites de funcionalidade em todas as etapas (pesquisar, organizar, comparar, comprar, pagar etc.);
  • Desenvolva um app para celular – isso é ainda melhor.

Desenvolver seu próprio aplicativo para um projeto comercial é uma solução avançada. Ele carrega rapidamente, fornece acesso total aos recursos e pode funcionar sem a Internet (para demonstrar mercadorias em cache, recursos etc.).

Omnicanal

A luta pelos clientes obriga os projetos de e-commerce a oferecerem produtos e serviços em todas as plataformas possíveis. O cliente moderno decide onde fazer um pedido: em um site, em uma rede social ou por meio de um app de mensagens como o WhatsApp. A tarefa da empresa é estar presente em todos os canais que o público-alvo utiliza.

Sim, isso exige custos adicionais: você precisará contratar pessoal para acompanhar os canais, trabalhar com conteúdo e se comunicar. Mas, ao mesmo tempo, aumenta as chances de melhores vendas. A tecnologia omnicanal permite combinar canais de comunicação com consumidores em um único sistema.

Aqui está um exemplo de como isso pode funcionar:

  • O cliente está procurando o produto que precisa. Ele vê a publicidade contextual do site, fica interessado e preenche um formulário de contato;
  • O representante do site entra em contato com o cliente via WhatsApp, discute os detalhes e envia informações detalhadas sobre o produto;
  • O cliente em potencial está interessado em comentários e avaliações sobre a empresa. Ele encontra diversos posts em blogs e posts nas redes sociais, onde especialistas falam positivamente sobre a marca e seus produtos;
  • O cliente quer ver o produto “ao vivo”. O representante da empresa o convida para o showroom da empresa;
  • Depois de visitar o showroom, o cliente faz um pedido e paga.

Este é um exemplo convencional: a jornada do cliente pode ser mais curta e menos variada. No entanto, o resultado final é que a empresa gerencia todos os canais potenciais e orienta o cliente para a solução certa. É aconselhável usar CRMs especiais para gerenciar os canais, pois eles não apenas simplificam a comunicação, mas também coletam dados estatísticos.

Marca inesquecível

Um cliente moderno confia em empresas conhecidas: fabricantes e vendedores com marcas reconhecidas. Essa tendência vem acontecendo há vários anos. Diante do cenário de crescente concorrência, é importante a empresa ter a sua identidade e trabalhar para aumentar a fidelização do público.

A construção da marca é uma estratégia abrangente. É preciso escolher um posicionamento, pesquisar o público-alvo, criar um nome forte e uma identidade visual única.

A propósito, as tecnologias modernas permitem obter elementos visuais em minutos. Por exemplo, o serviço do Logaster permite que você crie um logo por conta própria e o baixe em um formato pronto para uso: para um site, redes sociais, publicidade e materiais impressos.

Uma marca significa confiança. Para ganhá-la, você precisa construir uma comunicação eficaz, acompanhar e responder às necessidades do público, lidar adequadamente com a negatividade e participar de projetos sociais globais.

Levando em conta as especificidades do público moderno, você precisa entender que uma marca na Internet se trata, antes de tudo, de recursos visuais. Não apenas do logotipo, mas também da apresentação dos produtos.

Em vez de apenas fotos estáticas, utilize vídeos interativos ou realidade aumentada para que as pessoas possam ver mais detalhes e entender melhor seu produto. Isso atrairá mais clientes e os tornará mais fiéis.

Personalização máxima

Para conseguir satisfazer o usuário moderno, você precisa de uma abordagem personalizada. Os métodos e ferramentas de compra mudaram, mas os clientes ainda querem um vendedor cortês para ajudá-los, dar sugestões e convencê-los de que a decisão de compra é a correta. Segundo pesquisas, 78% dos consumidores compram onde são compreendidos e valorizados.

Fonte: rees46.com

Como conseguir isso no espaço online? Um site de comércio eletrônico moderno deve ter um conjunto de ferramentas básicas de personalização para customizar a experiência do cliente. Se não houver esta opção, é hora de mudar de plataforma ou desenvolver um novo site. As ferramentas de personalização são:

  • Recomendações de produtos;
  • Armazenamento automático das características do cliente (por exemplo, se inicialmente escolheu a seção de moda masculina, não precisa escolher novamente na próxima visita);
  • Armazenamento de características (por exemplo, tamanho escolhido de roupas, marcas de carros, etc.);
  • Personalização da pesquisa (com base nos dados recebidos do cliente);
  • E-mails com lembretes de uma compra incompleta;
  • Banners com os produtos em questão;
  • Banners oferecendo descontos no produto visualizado, etc.;
  • Oferecer cupons e descontos para mercadorias que o cliente compra regularmente;
  • Personalização do produto (criar conjuntos personalizados e outras opções para necessidades especiais).

As ideias de personalização variam de acordo com a empresa e o público-alvo. Vale a pena explorar seu nicho e oferecer o que os clientes precisam.

Melhoria de UX

O site deve ser simples e direto para que o número de pedidos aumente. Isso parece bem óbvio, mas como implementar essa estratégia? Alcançar a UX (experiência do usuário) ideal requer um trabalho global.  As seguintes áreas são afetadas:

1. Navegação: Design e interface de usuário conveniente da página principal do site, lógica clara de subdivisão de categorias e subcategorias, estrutura lógica de menus.

2. Pesquisa no site: Suporte para vários estilos de consultas (nome do produto, número, recursos, incluindo erros ortográficos), preenchimento automático e dicas, redirecionamento para páginas específicas se nada for encontrado.

3. Filtragem: Aparência e usabilidade do catálogo, dados na visualização dos produtos exibidos, lógica de filtro, possibilidade de comparar produtos etc.

4. Página do produto: Interface de usuário conveniente, estrutura clara, conteúdo visual de alta qualidade, descrição completa, disponibilidade de dados básicos (características, pagamento e entrega, descontos etc.), localização conveniente do botão “adicionar ao carrinho” e a capacidade de comprar sem preencher um cadastro.

5. Fazendo um pedido: Um caminho cômodo do carrinho de compras ao pagamento com o mínimo de campos a serem preenchidos, login automático para cadastro, armazenamento do carrinho de compras para um pedido posterior, transferência segura de dados, escolha de diferentes métodos de pagamento e entrega.

Assistência de voz

Substituir um call center por um robô de voz não é apenas conveniente, mas também reduz custos. É possível otimizar significativamente a equipe de operadores em tempo real, pois a maioria dos cenários pode ser escrita e realizada por robôs virtuais.

As tecnologias modernas de inteligência artificial continuam a se desenvolver e em um futuro breve será possível ter assistentes virtuais falantes que não deixarão nada a desejar em comparação com os humanos.

Nesta fase, os robôs de voz podem ser instruídos a:

  • Oferecer suporte técnico para os problemas mais comuns;
  • Ofertar produtos;
  • Realizar pesquisas;
  • Fazer vendas cruzadas.

Os robôs podem atender e fazer chamadas de forma independente, oferecer produtos e fazer perguntas aos clientes. O suporte técnico deve possuir a capacidade de alternar para um operador humano, caso contrário, se o cliente não receber um atendimento e resposta de qualidade, poderá deixar a sua loja virtual.

Realidade virtual e realidade aumentada

De acordo com analistas da ABI Research, até este ano de 2022, mais de 120.000 lojas online usarão a realidade aumentada para atrair a atenção dos clientes e melhorar a experiência do usuário. Existem empresas que já estão aplicando com sucesso tais tecnologias.

Fonte: medium.com

Por exemplo, a Amazon abriu um salão de cabeleireiro onde você pode experimentar um penteado ou uma nova cor de cabelo com a ajuda da RA. Existem lojas que se oferecem para estimar como os móveis que você compra ficarão no interior da sua casa.

Outra ideia é a possibilidade de ver se grandes eletrodomésticos vão caber no espaço deixado para eles. Este é um nicho promissor onde muitas ideias valiosas podem ser implementadas.

Conclusão

As tendências de e-Commerce de 2022 estão associadas a uma melhor experiência do usuário e maior fidelidade à marca. As empresas de hoje precisam implementar soluções de ponta a ponta para aproveitar ao máximo o crescimento das vendas online.

*Escrito por Anatolii Riabyi, profissional de marketing no Logaster.com.br. Ele se interessa por tecnologias relacionadas à educação. Além disso, ele está sempre pronto para uma nova viagem.

Raffa Pedrozo

Deixe uma resposta

Se inscreva para receber nossas novidades.
%d blogueiros gostam disto: