O que o marketing moderno pode aprender com Game of Thrones

 O que o marketing moderno pode aprender com Game of Thrones

Game of Thrones é uma das séries mais assistidas e discutidas da atualidade. O enredo gira em torno da disputa de poder pelo Trono de Ferro pelas sete principais dinastias do reino de Westeros. Cada uma das casas desse reino possui um lema, que define seu modo de agir e seus valores. Daqui a dois meses, a sexta temporada vai estrear e os fãs estão ansiosos – como eu, esta que vos escreve.
Entre magia, guerra, gigantes e dragões, será que a ficção inspirada na obra de George R.R. Martin tem algo a nos ensinar sobre marketing?
*pode conter spoilers

House Stark – Winter is coming

Marketing e Game of Thrones
O inverno está chegando. No universo de Game of Thrones, verões duram décadas e invernos uma vida inteira. Portanto, é preciso estar preparado para momentos de tormenta. Como este, que estamos vivendo.
A crise econômica brasileira tem fechado muitas portas, principalmente dos pequenos e-commerces. Como seguir crescendo na crise? Não perca a cabeça (!), é possível manter sua atual carteira de clientes engajados e leais (como os Stark). A resposta é data driven marketing.

House Lannister – Hear me roar

Marketing e Game of Thrones
Ouça-me rugir. A família mais rica de Westeros – e talvez a mais astuta – é aquela que sempre paga suas dívidas. Além de lançar promoções reais e não o tempo todo, é preciso que haja um constante alinhamento entre marketing e vendas.  Não adianta rugir e não ter o que entregar.

“People will whisper, they’ll make their jokes. Let them. They’re all so small I can’t even see them. I only see what matters.”
Cersei Lannister. S04E10, The Children.

House Targaryen – Fire and Blood

Marketing e Game of Thrones
Os Targaryen estavam praticamente extintos depois da morte do rei Aerys II. Mas a casa renasceu com Daenerys e seus três filhotes de dragão. A khaleesi reuniu um exército com sua inteligência e sagacidade.
Precisamos reunir um exército de defensores de nossa marca. O começo de tudo se dá no conhecimento profundo sobre o cliente, para oferecer a ele uma comunicação relevante, que respeita suas preferências e perpetua a simpatia dele pela empresa. E isso só é possível com o uso inteligente de dados. Em momentos de crise, é esse cliente que vai ser seu Sor Jorah Mormont.

House Baratheon – Ours is the Fury

Marketing e Game of Thrones
Nossa é a fúria. O lema da principal casa e atual detentora do trono de ferro nos mostra a garra com que temos que buscar as nossas metas. Para crescer e se diferenciar, é preciso correr alguns riscos. Stannis Baratheon foi passado para trás na cadeia sucessória do Rei Robert, mas não se deu por satisfeito e buscou os aliados mais improváveis para retomar o que era dele (mesmo que o resultado não tenha sido dos melhores).

“This is the right time, and I will risk everything. Because if I don’t, we’ve lost. We march to victory or we march to defeat, but we go forward, only forward.”
Stannis Baratheon. S05E07, The Gift.

House Martell – Unbowed, Unbent, Unbroken

Marketing e Game of Thrones
Não submissos, Não Curvados, Não Quebrados. O povo de Dorne tem o sol e a lança como símbolos e ganharam destaque na série pela presença do príncipe Oberyn, a quem o excesso de confiança acabou traindo.
Em marketing, para inovar é preciso ousadia, mas também prudência. Por exemplo, não confie sua estratégia a apenas adquirir novos clientes, esse pode ser o seu veneno. Aquisição é dez vezes mais caro que retenção, conforme a Econsultancy. Cerque seus consumidores com comunicação relevante.
Seu cliente é omnichannel. Portanto, seja consistente em todos os canais. Conte com o apoio da tecnologia para integrar e distribuir seus dados com eficiência. E use um capacete!

House Tyrell – Growing strong

Marketing e Game of Thrones
O lema da casa Tyrell fala por si só: crescendo forte. A família é inteligente e oportunista. Eles buscam vários aliados, mesmo com possíveis inimigos, mas nunca perdem o foco do objetivo.
Crescer forte num mercado competitivo não significa disputar preço – sabemos que isso é inviável –, mas encontrar os parceiros estratégicos certos para fortalecer sua marca. Lembre-se: tecnologia é mais barato que mídia e data is the new money. Invista e não economize para colher as rosas 😉

douglasgarcia96

Deixe uma resposta

Se inscreva para receber nossas novidades.
%d blogueiros gostam disto: